in

Cotas de TV: ranking de quanto ganha cada time da série A

Quanto cada time do Brasileirão 2018 ganha de cota de TV da Globo 0 0 29 Principal recurso financeiro dos clubes, a cota de televisão paga pela Globo pelos direitos de transmissão em canal aberto revela um abismo entre os clubes que do Brasileirão 2018. Na ponta de cima, Flamengo e Corinthians têm direito a R$ 170 milhões pela competição. O valor auferido pelos dois gigantes é mais de sete vezes o destinado ao Paraná, por exemplo.

Publicidade

O Tricolor acertou cota de R$ 23 milhões para 2018, o mesmo montante de América-MG e Ceará, outros dois clubes promovidos da Série B. O Atlético, por sua vez, ocupa uma faixa acima, mas ainda bem distante do topo da pirâmide. O Rubro-Negro tem cota de televisão de R$ 35 milhões pelo campeonato, o que representa quase cinco vezes menos do que Fla e Timão.

Há ainda outras cinco faixas de valores nas quais os demais clubes do Nacional estão distribuídos. A equipe que mais se aproxima do topo é o São Paulo, com R$ 110 milhões, R$ 60 milhões a menos que a dupla de “marajás”. A divisão do dinheiro da Globo leva em consideração uma série de fatores, em especial o nível de exposição e audiência que cada clube proporciona. Aspecto que, naturalmente, empurra mais grana para os dois clubes mais populares do Brasil. 2018 representa a última temporada do atual esquema.

Publicidade

A partir de 2019, a Globo fará uma nova divisão do dinheiro da TV aberta: 40% da receita será repartida igualmente entre os clubes, 30% de acordo com a performance dos clubes no ano anterior e outros 30% segundo o número de jogos veiculados na TV aberta.

Publicidade

Além da TV aberta, os clubes também negociam direitos de transmissão para canais fechados (por assinatura) e pay-per-view. Duas rendas que sofreram modificações nos últimos anos com novas negociações entre clubes e emissoras. O Esporte Interativo entrou na jogada e assinou contratos de transmissão para canal fechado com determinados clubes, entre eles Atlético e Coritiba.

Publicidade

Os dois clubes fecharam de 2019 a 2024 e receberam, somente de luvas, R$ 40 milhões. Outro ponto é a rediscussão dos valores de PPV para os clubes. Insatisfeitos, determinadas equipe pleiteiam a adoção de um novo sistema de distribuição pela Globo, que é quem controla o repasse do dinheiro.

1º Corinthians R$ 170 milhões e Flamengo R$ 170 milhões;

2º São Paulo R$ 110 milhões; 

3º Palmeiras R$ 100 milhões e Vasco R$ 100 milhões; 

4º Santos R$ 80 milhões; 

5º Atlético-MG R$ 60 milhões, Botafogo R$ 60 milhões, Cruzeiro R$ 60 milhões, Fluminense R$ 60 milhões, Grêmio R$ 60 milhões e Internacional R$ 60 milhões; 

6º Atlético-PR R$ 35 milhões, Bahia R$ 35 milhões, Sport R$ 35 milhões e Vitória R$ 35 milhões; 

7º Chapecoense R$ 32 milhões; 

8º América-MG R$ 23 milhões, Ceará R$ 23 milhões e Paraná R$ 23 milhões;

Fonte: Gazeta do Povo

Publicidade
Publicidade