in

Suas pálpebras tremem à toa de vez em quando? Entenda o motivo

A maioria das pessoas já passou por isso, você está normalmente fazendo suas atividades e do nada uma das suas pálpebras começa a tremer. O detalhe é que aparentemente não existe nenhum motivo para que isso aconteça. A situação costuma se repetir por alguns dias e da mesma maneira que apareceu some. Com isso fica a pergunta crucial; por que isso acontece?

Publicidade

Existem várias causas para o problema, o consumo exagerado de cafeína, o estresse do diário, fadiga e até mesmo pode indicar algum problema neurológico ou alguma lesão nos olhos. Mas, ninguém precisa entrar em pânico, pois a maior parte dos casos esse tremor das pálpebras não costuma ser nada grave. Esse tremor é chamado de mioclonia, podendo acontecer até mesmo em outras partes do nosso corpo, como na região dos pés e das mãos.

No entanto, quando ocorre nas pálpebras pode estar relacionado com estresse, uso do grau errado nos óculos ou até mesmo a falta dele para quem necessita usar. A exposição por um longo período na frente da tela do computador também pode provocar esse tremor.

Publicidade

Preciso tratar os tremores das pálpebras?

De acordo com a especialista em plástica ocular, Rita de Cássia Lima Obeid, não há necessidade de sair correndo em busca de ajuda profissional. Eles podem indicar simplesmente que o organismo da pessoa está sob intensa pressão, ou seja, precisa dar uma desacelerada.

Publicidade

E a história de poder ser algo mais grave?

Segundo a especialista, são raros os casos que os tremores nos olhos indicam algum distúrbio grave. Rita afirma que o uso prolongado de alguns remédios ou abstinência de calmantes podem ocasionar o tremor, mas nesse caso é chamado de blefaroespasmo.

Publicidade

O blefaroespasmo é quando os olhos piscam de maneira involuntária, sendo o movimento repetitivo e perceptível as outras pessoas. Já no caso da mioclonia não é percebida pelos outros. A especialista ressalta também que na maioria dos casos graves, não existe apenas um sintoma. O importante é que devemos sempre ficar alerta aos sinais que o corpo nos dá e sempre que necessário procurar ajudar especializada.

Publicidade
Publicidade
Publicidade