in

7 demônios e monstros capazes de te atacar enquanto dorme e causar a terrível paralisia do sono

Preparamos algumas das mais famosas crenças de diversas culturas sobre a paralisia do sono; entenda.

Pixabay

Muitas pessoas se sentem desconfortáveis de dormir no escuro, não é mesmo? Certamente você conhece alguém que passa por esse medo do sobrenatural. E, pior ainda são quando estas pessoas sofrem da terrível paralisia do sono, algo que acontece quando estamos dormindo, temos consciência do que acontece ao nosso redor, mas o corpo não responde às nossas vontades, como se fossemos impedidos de qualquer ação, dando-nos uma terrível sensação de vulnerabilidade.

Publicidade

A ciência explica este fenômeno como algo natural, que acontece quando o nosso cérebro acorda, mas não libera o hormônio necessário para que o corpo entenda isso. Contudo, há vários relatos que, desde 400 anos A.C, contradizem a ciência, pois relacionam este terrível fenômeno a demônios e espíritos. Segundo estas crenças, seres sobrenaturais que nos atacam enquanto dormimos são os verdadeiros responsáveis por deixarem o nosso corpo inerte, ficando em cima do corpo da vítima e impedindo qualquer ação.

Pensando nisso, preparamos algumas das mais famosas crenças de diversas culturas sobre a paralisia do sono. Confira logo abaixo quais são:

Publicidade

1 – Fantasma

Publicidade

Esta é a criatura que as pessoas da Grécia acreditam ser o causador da paralisia do sono. Segundo a crença, esta criatura é quase transparente e age roubando a fala de suas vítimas enquanto se senta em seus peitos, causando asfixia e observando o medo que causa. Vários relatos descrevem o encontro com este ser sobrenatural como sufocante e pavoroso, que mexe com os sentidos.

Publicidade

2 – Duendes

Na cultura islandesa e em alguns lugares da Europa, a paralisia do sono é também chamada de “Mara”, e é causada por um duende, geralmente fêmea. Esse duende senta-se no peito das vítimas enquanto elas dormem e, no ato, causam pesadelos, tanto que a palavra ‘pesadelo’ é derivada de seu nome. Na crença, acredita-se que para afastar este duende, deve-se cantar canções nativas antigas. 

3 – Homem Oleoso

A crença nesta figura sobrenatural é datada de 1960. Seu nome original é Hantu Orang Minyak, conhecido popularmente como ‘homem oleoso’. De acordo com os relatos, ele tem a forma de um homem bastante negro, que aparece nu e com a pele bastante oleosa. Segundo a lenda, o surgimento dessa criatura se deu quando um agente demoníaco humano estuprou vinte e uma virgens em 7 dias, como um tributa para que o diabo atendesse seus pedidos.

4 – Ogum Oru

Esta crença é proveniente do Sudeste da Nigéria e está ligada à perturbação noturna aguda quando a pessoa dorme. De acordos com os relatos, Ogum Oru possui uma forma feminina e ataca durante a noita, tirando a paz e causando a paralisia do sono em suas vítimas. Segundo a crença, para afastar o Ogum Oru é necessário realizar orações cristãs e/ou rituais tradicionais para exorcizar elementos demoníacos.

5 – Djinns Malignos

Na crença dos muçulmanos, a paralisia do sono é um encontro com demônios e Djins Malignos, que são espíritos inteligentes que podem possuir o corpo de humanos. Para eles, estes seres ganham acesso a nosso plano quando uma pessoa faz alguma magia negra para outra. Na cultura dos crentes nesta criatura, ela aparece em seus sonhos e, antes de te acordar, senta-se em seu peito e causa um tormento na mente da pessoa com assobios. Muitas casas são consideradas assombradas por estes seres malignos.

6 – Opressão Fantasma

Pelo que se sabe, este é o mais antigo relato sobre a paralisia do sono. Encontrado em um livro chinês sobre sonhos, de cerca de 400 anos A.C, esse livro fala sobre uma criatura parecida com um fantasma. De acordo com a crença, quem sofre terá pesadelos e será acordado pela criatura. Estatísticas apontam que pelo menos 37% das pessoas da China afirmam já ter sofrido um ataque deste ser. 

7 – Kanashibari

Para muitos japoneses, este é o causador da paralisia do sono. Literalmente falando, a tradução significa “amarrar com uma corda de ferro”. Essa crença baseia-se na ideia budista repassada pelos monges por gerações de que eles podiam usar a magia para paralisar os outros, ou seja ter uma pessoa presa em uma corda mental. Esta crença sobreviveu até os dias de hoje, sendo acreditado que o Kanashibari pode ser evocado por espíritos malignos.

Publicidade
Publicidade
Publicidade