in

Em pânico, Eliana faz testamento e comove ao fazer revelação sobre saúde

Nesta quinta-feira, 24, o nome de Eliana virou um dos nomes mais falados da imprensa. O motivo comoveu muitas pessoas, como mostra uma matéria da Revista Crescer. Você confere parte da entrevista a seguir. 

Publicidade

Eliana abre as portas da sua casa para receber a equipe da revista CRESCER. Em sua primeira entrevista presencial após dar à luz sua caçula, Manuela, ela conta os detalhes da gravidez de risco: “Um dia antes do parto, tive pânico. Fiquei com medo de morrer e fiz até um testamento”. A apresentadora fala também dos desafios de educar os filhos, da relação entre os irmãos e de como concilia família e trabalho

Pela primeira vez, Eliana recebeu uma equipe de jornalismo em sua casa para falar sobre os detalhes de todas as dificuldades que viveu e também de como sua vida mudou – para melhor! – depois da chegada dos filhos. “Se tivesse começado antes, teria uns quatro”, confessa. 

Publicidade

O mundo caiu. Foi uma tristeza, a família toda ficou abalada. Sinceramente, depois desse aborto espontâneo, achei que eu não fosse engravidar tão rápido porque eu já tinha passado dos 40. Não sabia se teria outra chance, mas, três meses depois, eu estava grávida outra vez. Foi uma festa!

Publicidade

Foi uma gestação difícil, né? Quando tudo começou?

Com 11 semanas, descobri que precisava fazer uma cirurgia chamada cerclagem porque meu útero não suportaria a gestação. Fiquei com medo de perder o bebê, mas deu tudo certo. Foi um sucesso. Achei que nada mais fosse acontecer. Então, voltei a trabalhar depois de duas semanas. Um dia, após a gravação, eu estava dirigindo e senti que tinha algo estranho acontecendo. Parei para ir ao banheiro e constatei a hemorragia. Fiquei apavorada e pensei “vou perder”. Eu já tinha vivido aquilo, e foi o que mais veio na minha cabeça. Liguei para o Adriano [ele morava no Rio de Janeiro na época], que pegou uma ponte aérea na hora. Quando cheguei ao hospital, os médicos não fizeram uma cara boa…

Publicidade

Créditos: Revista Crescer

 

Publicidade
Publicidade