in

Ex-modelo da Playboy pula de prédio com filho de 7 anos: abraço da morte

Nesse final de semana, a morte da modelo Stephanie Adams acabou tendo repercussão no mundo inteiro. Ela ficou famosa, após ter feito alguns trabalhos para a revista Playboy. Muito bonita e carismática, no entanto, Stephanie Adams acabou entrando em um grande ostracismo e conseguir a atenção da mídia foi algo difícil. A mídia mundial noticiou sua morte com pesar. 

Publicidade

No entanto, a morte da modelo, que um dia foi Coelhinha da Playboy, teve também repercussão por outro motivo. Ela pulou do prédio onde estava com o filho, de apenas sete anos de idade. O caso ficou sendo chamado de "abraço da morte". 

Stephanie Adams se mata e leva filho de 7 anos junto à morte

No momento em que pulou do prédio, Stephanie Adams estava em um hotel. Ela foi até o andar de número 25 e pulou. Um advogado amigo da modelo contou que, nos últimos meses, ela e o pai da criança acabaram entrando em uma briga judicial séria. Isso fez com que ambos dividissem a atenção do menino. 

Publicidade

Stephanie Adams acreditava que perderia o filho e, ao mesmo tempo, não queria que a criança ficasse com o pai. O advogado da ex-coelhinha da Playboy, no entanto, revelou que nunca ouviu qualquer relato de que ela estaria enfrentando uma depressão, ou que teria tendências suicidas. 

Publicidade

Suicídio: é possível prevenir

A depressão é mesmo um doença silenciosa. No Brasil, o Centro de Valorização da Vida, CVV, atua diretamente ajudando famílias e pessoas que enfrentam esse mal. Para entrar em contato com a instituição, basta ligar para o telefone no CVV gratuitamente, ou então acessar o site do grupo, que não tem fins lucrativos. 

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade