in

Verdade sobre moça morta em cova aparece e envolve traficante

Nessa semana, um vídeo com o assassinato de uma jovem em uma cova acabou tendo repercussão nacional. Nas imagens, Paola Correa, de apenas 18 anos, leva tiros de um homem, que não foi identificado. A morte da jovem, no entanto, começou a envover diversos boatos nas redes sociais. Nenhuma dessas informações foi comprovada pela polícia, mas pelo menos uma dá para ser negada, pois a verdade apareceu. 

Publicidade

Suposto áudio de morta em cova dizendo que só namora traficante é falso

No áudio divulgado via whatsapp, uma jovem que fala várias coisas erradas, fala que só gosta de namorar bandidos. A mulher não se identifica, mas não há nada que ligue esse conteúdo à Paola. A irmã da jovem, inclusive, deu uma entrevista nessa semana e falou sobre o assassinato de Paola em uma cova. 

De acordo com a irmã da vítima, que preferiu não ter o seu nome identificado, Paola teve uma ótima educação e não foi criada para falecer dessa forma. Um artigo divulgado pelo site Ideal Notícia fala que a jovem havia saído de casa há apenas sete meses. O comportamento da morta na cova mudou do ano passado para cá. 

Publicidade

Assassinada em cova mudou comportamento após completar maioridade

Ao completar 18 anos, Paola avisou a mãe que sairia de casa. Inicialmente, a família fez de tudo para impedir que isso acontecesse. No entanto, a jovem avisava que já era adulta e que podia fazer as próprias escolhas. A irmã da vítima acredita que a morta tenha se envolvido com pessoas erradas, que a influenciaram a seguir um caminho que não foi preparada para ela. 

Publicidade

A irmã também cita que em pouco tempo Paola teve muitos companheiros, mas que a informação que passava era que morava com amigas. A morte dela apenas foi percebida no 'Dia das Mães', quando a jovem ficou de visitar a família. Os entes queridos, infelizmente, tiveram que recorrecer seu corpo. 

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade